Manifesto

Manifesto: Um Brasil para Todos

Qual é o país que queremos?

Nossas angústias são as mesmas. Sonhamos com um Brasil com uma economia forte e estável, que combata a corrupção e que, acima de tudo, seja democrático e socialmente justo para toda a população brasileira.

Acreditamos na construção conjunta do futuro. Defendemos o respeito aos direitos humanos, como descrito na declaração da ONU de 1948, disponível na íntegra aqui. Acreditamos na igualdade de oportunidades e na proteção de grupos sub-representados: mulheres, pessoas negras, LGBTI+, pessoas com deficiência, populações indígenas e quilombolas. Acreditamos na democracia, em ouvir e respeitar o outro, no debate saudável de ideias. Acreditamos na liberdade de ser e de se expressar no mundo, sem que haja qualquer tipo de discriminação. Acreditamos também em um país que luta pela preservação do meio ambiente, que tenha um desenvolvimento econômico pautado na sustentabilidade e que proteja os biomas e espécies de fauna e flora. Queremos um país que não incita o ódio, a violência simbólica ou física, ou a censura.

Na contramão de um Brasil cada vez mais dividido e polarizado, defendemos o diálogo como caminho de superação. Sonhamos com a união de pessoas e instituições comprometidas com a ética, a democracia e os direitos humanos, e rechaçamos a violência, o medo e o autoritarismo.

O Brasil ainda é marcado por um passado ditatorial recente, superado graças à união da população, que demandou a redemocratização. A Constituição de 1988, nosso maior compromisso com o Estado democrático de Direito, nasceu com a participação popular na construção de um futuro comum, com respeito à nossa diversidade e consciente de nossas contradições. Desde então, cidadãos, organizações da sociedade civil, empresas, movimentos e lideranças têm trabalhado arduamente para implementar os objetivos da Constituição - cada qual com suas pautas e prioridades. Hoje, faz-se necessário que nos unamos em prol destes objetivos, reafirmando nosso compromisso com o Brasil.

Queremos recuperar uma aspiração comum que permita novamente o diálogo entre diferentes visões democráticas de mundo, sejam elas à esquerda ou à direita. Conversamos sobre pessoas e como podemos, independente de quem seja o presidente eleito, proteger a maior riqueza do Brasil: sua diversidade. Queremos garantir que a Constituição seja respeitada, principalmente o artigo 5º, e os direitos fundamentais contidos nele.

É dessa necessidade de união que surge o “Um Brasil para todos”. Um movimento que pretende juntar diferentes atores da sociedade civil em torno de dez compromissos. Acreditamos que, atuando juntos, conseguiremos criar o país que sonhamos - agora e para o futuro.

A mudança começa com a gente.

Assine e lute por um Brasil para todos.

Compromissos dos signatários:

1. Lutar pela democracia, pelo respeito à Constituição Federal e acordos internacionais assinados pelo Brasil e pelo direito ao voto;

2. Respeitar a Declaração de Direitos Humanos da ONU e implementar seus artigos em cada ação do dia a dia;

3. Valorizar a diversidade, defendendo a igualdade de oportunidades e a proteção de grupos sub-representados, como mulheres, pessoas negras, LGBTI+ (principalmente pessoas trans), pessoas com deficiência, neurodivergentes, indígenas, quilombolas, e outros;

4. Lutar e se posicionar contra medidas que resultem na manutenção ou aumento da desigualdade econômica, social ou jurídica;

5. Respeitar a divergência de opiniões e a liberdade de expressão e nas manifestações artísticas e culturais, sem dar margem para discriminação, desrespeito ou ódio;

6. Pressionar os órgãos responsáveis para que façam a devida investigação e responsabilização dos que incitarem o ódio ou cometerem discriminação/violência;

7. Fomentar o desenvolvimento sustentável, respeitando e preservando o meio-ambiente, sem pôr em risco recursos naturais ou a biodiversidade;

8. Defender e incentivar o desenvolvimento científico no país, investindo em educação e conhecimento;

9. Combater a disseminação de notícias falsas e prezar por uma comunicação transparente e sem censura;

10. Estabelecer diálogo com as instituições signatárias e propor ações coletivas para honrarmos todos os compromissos acima.

quero assinar

Assine você também o nosso manifesto, basta preencher seus dados abaixo:

Ao assinar declaro que estou de acordo com as Políticas e Termos de uso e toda a veracidade das informações dispostas acima.